Vandalismo em manifestações deixa dúvidas sobre cobertura de seguros

Do dia para a noite, milhares de brasileiros saíram às ruas para protestar. Motivados inicialmente pelo aumento nas passagens de ônibus em vários municípios, os manifestantes ampliaram suas reinvindicações, chamando a atenção de todos os setores da sociedade, especialmente a classe política.

A maioria dos participantes comportou-se de forma pacífica, mas, infelizmente, uma minoria promoveu a depredação de bens privados e públicos, saqueando lojas, quebrando vitrines e incendiando carros, entre outras ações violentas. Em alguns casos, as manifestações também resultaram na morte de participantes.

Tais acontecimentos levaram muitas pessoas a se fazerem a seguinte pergunta: o meu seguro cobre as perdas decorrentes dessas situações incomuns? Para ajudar a respondê-la, o portal “Tudo Sobre Seguros”, da Escola Nacional de Seguros, publicou a matéria “O seguro cobre?”, no qual analisa as diferentes possibilidades envolvendo seguros de automóveis, patrimoniais e de pessoas (vida e acidentes pessoais).

Para ler a matéria completa, clique aqui!

Posts Relacionados

1 Response

Deixe uma resposta

dezenove − quinze =

Solicite uma proposta

(exclusivo para empresas)

       * Campos obrigatórios
       ** Com o CNPJ, o seu atendimento será agilizado


     

    Quer saber mais sobre o mercado de seguros?

    Deixe o seu email com a gente.

      Novidades no blog:

      Por que o Seguro Garantia não cobre riscos cobertos por outros ramos ou modalidades de seguro?
      13 de abril de 2022
      Seguros para usinas fotovoltaicas exigem atenção às cláusulas referentes à cobertura de perda de aluguel
      22 de março de 2021
      Como funciona o Seguro de Perda de Lucro (lucros cessantes) para geração distribuída?
      24 de novembro de 2020
      Solicite uma Proposta