CLOSE

Absolar e Exame mostram crescimento da energia solar no Brasil

Conforme nota publicada na edição 32 da news Ser Seguro, da Alfa Real, dados da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) apontam que a fonte solar fotovoltaica deve registrar em 2019 um aumento de 44% na capacidade instalada no Brasil, superando a marca de 3,3 GW (gigawatts) e movimentando cerca de R$ 5,2 bilhões em investimentos privados.

Reportagem publicada na edição de 9 de maio da revista Exame – “A riqueza que vem do sol se espalha pelo Brasil”, assinada pelo jornalista Andre Jankavski, mostra iniciativas em estados como Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará e Piauí. A realidade dessa expansão no Brasil está associada, entre outros aspectos, ao fato do sol ser uma fonte poderosa de geração de energia no país, superando o vento, por exemplo.

Dados da Absolar mostram que o índice médio de incidência solar no Brasil tem potencial de gerar 5,4 quilowatts-hora por m2 de energia – a incidência é superior ao de países como China Estados Unidos e Alemanha, que são os maiores geradores de energia solar no mundo.

Alguns dos investimentos previstos para os próximos anos mencionados na reportagem da Exame reforçam a perspectiva de crescimento do setor no Brasil. Entre as empresas que apostam nesse segmento estão a Pacto Energia (projeto de 1,3 GW), o grupo espanhol Solatio (projeto de 1,1 GW) e a brasileira Omega, que entra para o segmento de energia solar com a aquisição de 50% do complexo fotovoltaico Pirapora (MG).

Cenário de energia solar no Brasil

De uma potência instalada de cerca de 7 MW (megawatts) em 2012, o Brasil saltou para 2 gigawatts em 2018, e deve fechar 2019 com a marca de 3,3 GW. O setor de energia solar ocupa a 7ª posição como maior fonte de geração de energia no Brasil, ultrapassando a nuclear.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, seis leilões de energia nova devem acontecer em 2019, 2020 e 2021.

Seguro ajuda a proteger empresas desse mercado

Por meio do Seguro de Sistemas Fotovoltaicos, que está entre os produtos especializados da Alfa Real, é possível garantir a reposição dos equipamentos – perda parcial ou total – em decorrência de acidentes durante o transporte, a instalação e a operação. Pode incluir cobertura para incêndio, raios, explosões, perdas de aluguel, roubo, tumultos, vendavais e danos a terceiros.

As grandes usinas podem contar ainda com o Seguro Paramétrico, que cobre o déficit de produção de energia caso a insolação fique abaixo da média histórica contratada com a seguradora. É um seguro para o fluxo de caixa.

Posts Relacionados

Solicite uma proposta

(exclusivo para empresas)

   * Campos obrigatórios
   ** Com o CNPJ, o seu atendimento será agilizado

 

Quer saber mais sobre o mercado de seguros?

Deixe o seu email com a gente.

Novidades no blog:

ANEEL: mais rigor nas condições para a execução de garantias de fiel cumprimento
6 de setembro de 2019
Brasil supera a marca de 100 mil conexões de Geração Distribuída
3 de setembro de 2019
Retomada de obras em 2020 ajudaria a aquecer o mercado de seguros
14 de agosto de 2019
Solicite uma Proposta